O aborto

Antes de mais nada, temos que evidenciar que o posicionamento da Irmandade do Lótus quanto ao tema do aborto está melhor expressada no livro Deus a Teoria de Tudo. Aqui colocamos apenas a essência do posicionamento sobre o tema, mas para entender o porquê deste posicionamento leia o livro no capítulo sobre as crianças e a espiritualidade.

A Irmandade do Lótus é a favor do aborto?

A favor do aborto não, de forma alguma, porque somos a favor da vida. Porém, somos a favor da “legalização do aborto” no sentido jurídico do plano encarnado, porque a lógica diz por si só que, são os geradores(as) do feto que devem decidir. Além disto, apesar de sermos espiritualistas, a Irmandade do Lótus sempre pregou estar em contato com todas as causas sociais e entende os diferentes ciclos de evolução da consciência humana encarnada. Assim sendo, não podemos fechar nossos olhos ao fato de que um casal rico paga para abortar em segurança, enquanto um casal podre faz aborto em qualquer esquina, trazendo grandes danos a saúde da mulher (quando não a morte), por exemplo. 

Ainda assim a Irmandade do Lótus expressa sua definição sobre o tema no que diz respeito a visão espiritual da seguinte forma:

  • O espírito só adentra o corpo biológico (feto) no momento do nascimento. Antes, ele (o feto) é apenas a vida biológica crescendo no ventre da mãe.
  • Ainda assim, a única forma de aborto legalizada aos olhos da espiritualidade ocorre quando a gravidez é de risco para a vida da mãe, pois, antes perder a vida biológica do feto, do que a vida da mãe. A mãe poderá engravidar em outra oportunidade e o espírito que iria encarnar pode ganhar nova oportunidade em outro momento.

Depois disto, o que temos a dizer é que em última análise, o casal deve deixar que a vida siga seu curso e arcar com as consequências de seus atos, assumindo a maternidade/paternidade com honra e amor, ou seja, NÃO ABORTAR

A menos que traga risco de vida para a mãe, o aborto NUNCA é a solução, pelo conrário, é ainda mais carga na consciência daqueles que abortam”.

Abortar também não é a resposta em:

  • Casos de estupro, a menos que seja uma menor de idade, pois, a mãe não sabe espiritualmente os motivos do estupro (não sabe se ela também não foi um estuprador em vida passada, por exemplo). E a criança deve ser tratada com todo o respeito, carinho e amor pelos pais/mães.
  • Casos de abandono do pai, pois a mulher deve fazer a parte dela e depois o homem que irá arcar com a consciência no plano espiritual (ou antes disso). Aliás, será que ela (a mãe) não foi um pai que abandonou uma esposa grávida em outra vida?
  • Entre outros casos que poderíamos citar aqui.

Cuidado também com o pensamento de que “não devemos nos prender ao passado”. Não é sobre se prender ao passado, é sobre o aqui e agora. É sobre assumir a responsabilidade sobre nossas decisões e sobre as consequências de nossas decisões.

Por último, salientamos que por “arcar na consciência” não é algo “apontável”, “definido”, pois, tudo depende de caso para caso, podendo os pais/mães apenas chorar de arrependimento, como também entrarem em estados umbralinos de sofrimentos. Então, não existe “pena geral definida para um aborto”, cabendo aos guias espirituais decidirem o caminho de reconciliação. 

Repetimos, a Irmandade do Lótus não concorda com o aborto a menos que esteja em jogo a vida da mãe, porém, aqui no plano físico ou em qualquer plano de existência, é fato que a decisão é sempre dos pais/mães e assim, não é sobre concordar com o aborto e sim concordar que a decisão deve ser dos pais/mães geradores. Reforçamos que para maiores explicações, leia nosso livro Deus a Teoria de Tudo.

Publicado por irmandadedolotus

Ainda não quero falar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: